Associação Selectiva Moda vania@selectivamoda.com
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies. Saiba Mais

SUSTENTABILIDADE FROM PORTUGAL PROMETE CONQUISTAR A MILANO UNICA

Albano Morgado, Casa da Malha, CFM – Conscious Fabric Makers, Fitecom, Le Europe, Fitecom, Lemar e TMG Textiles | MGL são as empresas da comitiva FROM PORTUGAL, às quais se juntam ainda as portuguesas Adalberto Textile Solutions, Paulo de Oliveira, Penteadora, Riopele, Somelos e Tessimax para participar em mais uma edição da Milano Única, de 31 de janeiro a 2 de fevereiro no RHO Milano Fiera, o recinto de feiras da cidade italiana. 

Com o regresso à normalidade no calendário de certames, a Albano Morgado está com expectativas positivas também para a Milano Unica onde irá apresentar a sua coleção de primavera-verão de 2024 que continua com “uma aposta sustentável, através de algodões orgânicos e linhos”, revela Belmira Rodrigues, gestora de mercados da Albano Morgado.

Nascida em 2016 e em estreia absoluta, a Casa da Malha vê na Milano Única uma forma “de potenciar diretamente as vendas no mercado italiano de média/alta gama”, revela Mariana Moreira, Técnica de Comunicação e Imagem da Casa da Malha. Com o objetivo de dar a conhecer a empresa e estabelecer o maior número possível de contactos, a Casa da Malha expecta “entrar com o pé direito nesta feira e acrescentar valor a marcas italianas de renome internacional”, bem como contactar com o mercado francês e o nórdico. “Desde uma camisola básica a uma elaborada dupla face fantasia, produzimos uma vasta gama de malhas circulares, procurando assegurar a qualidade dos nossos produtos através de um controlo constante e da utilização de matérias-primas premium e sustentáveis”, salienta a Técnica de Comunicação e Imagem. Seacell, DEOCELL e fibras celulósicas Tencel, viscose ECOVERO, ananás, soja, seda, algodão de fibra longa, lã, urtiga, linho, cânhamo, caxemira, KAPOK, COOLMAX, CRABYON, poliéster e acetato Eastman NAIA são alguns dos materiais em destaque, aos quais se juntam “novidades promissoras, tanto a nível de estruturas como a nível de designs das malhas”.

Por sua vez, a CFM – Conscious Fabric Makers – focada “no mercado produtivo italiano e na importância do mercado francês e do mercado nórdico” – irá exibir uma coleção de Jersey Conscious Fabrics Makers (CFM) que, como revela Francisco Rosas, Head of Design and Business Development da empresa, “a coleção é organizada nos temas Essencial, Contemporary Fashion e Bluspot”. “Essencial integra uma seleção de jersey, interlock, felpas essenciais e matérias continuativas das nossas coleções precedentes. O Contemporary Fashion é constituído por uma seleção de matérias novas desenvolvidas segundo as tendências atuais e exigências de mercado e o Bluspot inclui todos os desenvolvimentos reciclados e matérias alternativas, inovadoras e sustentáveis”, detalha. As novidades concentram-se, assim, nos acabamentos técnicos, nomeadamente “performance anti-uv, anti-bacterial, bi-stretch, climatic, water-repellent, easy-care, responsible finishing, organic, recycled, mono-stretch, naturally stretch, breathing, fast dying fabric, wind proof e biopolymers”.

Já a Le Europe, que se estreou no certame em 2022, volta a aceitar o desafio para a edição de 2023 para apresentar a nova coleção SS24. A coleção apresenta “tecidos reciclados e orgânicos, processos de estampagem e tingimento sustentáveis”, detalha Tatiana Pessoa, representante da empresa. Para além destes produtos, Le Europe irá apresentar “a inovadora plataforma digital para desenvolvimento de coleções e atendimento ao cliente”, enfatiza. Itália, Alemanha, Holanda e Bélgica são os mercados que a empresa espera encontrar para “aumentar nossa participação no mercado europeu, tendo a nossa coleção, a nossa eficiência e a nossa plataforma digital como pilares de nossa operação”, conclui Tatiana Pessoa.

A apresentar a nova coleção Primavera-Verão 2024, a Fitecom terá como novidades “as misturas de linho com a lã e outras qualidades eco-sustentáveis”, explica João Carvalho, CEO da empresa. Para além da divulgação da marca no mercado italiano, o CEO da Fitecom vê no certame uma oportunidade de contactar com “o mercado alemão, austríaco, suíço, polaco, checo, eslovaco, romeno, húngaro, mas também o mercado dos países nórdicos”.

A veterana Lemar volta a marcar presença na Milano Única “com um reajustamento às exigências sociais e individuais”, revela Filipe Salgado, comercial responsável pelo mercado italiano. Esse reajustamento implica “cada vez mais a oferta de propostas onde a funcionalidade, a moda e a sustentabilidade estejam alinhados”, detalha. No certame, a Lemar dá destaque “às várias ofertas upcycled, aos novos tecidos produzidos a partir de bases 100% orgânicas, totalmente renováveis e com processos de transformação ambientalmente reduzidos”. “Apesar do contexto de incertezas que o mercado apresenta as nossas expectativas são positivas”, remata.

“Com um conceito de criação mais abrangente e a contemplar a incorporação de novas fibras diferenciadoras, estruturas e acabamentos, em comunhão com o know-how e qualidade TMG”, a MGL irá apresentar a continuação do trabalho de desenvolvimento e inovação que tem vindo a ser feito nas últimas edições, revela Pedro Silva, R&D Director. O investimento “em artigos de cânhamo e linho, novas fibras celulósicas regeneradas – em que se destacam as combinações com lyocell, seacell e fruit fiber – mas também fibras técnicas funcionais” e que colocam em evidência “o design e operacionalidade, nomeadamente a termorregulação, gestão de humidade, antibacteriano, microcirculação, entre outros”, detalha o R&D Director. Quanto à apresentação dos produtos destaca “a promoção dos artigos TMG completamente digitais que terão um showroom próprio que permite a edição de bases de tecido por parte do cliente, e a integração da vertente da digitalização 3D”. Com elevadas expectativas, “pois sentimos um crescendo de interesse na fixação da rede de abastecimento na Europa, em detrimento da Ásia”, a presença na feira é acima de tudo um ponto de encontro com os seus clientes e de apresentação das novidades e da diferenciação da coleção SS24, conclui o R&D Director.

Por fim, a Adalberto Textile Solutions irá apresentar a coleção Primavera-Verão 2024 e algumas coleções cápsula do departamento de Inovação. Em termos de novidades, a coleção Primavera-Verão 2024 será apresentada com uma abordagem mais ampla do portefólio de produtos da empresa. Como explica Tâmara Martins, Acount Manager da Adalberto Estampados, “apresentaremos uma série de soluções têxteis como técnicas de estamparia, acabamentos especiais e, com maior ênfase em artigos lisos, além claro da nossa coleção de estampados”. Com a expectativa de encontrar clientes italianos, norte-americanos, canadianos, japoneses e sul coreanos, a Acount Manager da Adalberto Estampados enfatiza que esperam “reforçar a nossa imagem e ampliar a nossa participação no mercado italianos e noutros mercados que, historicamente, comparecem a esta feira, como os norte-americanos e os japoneses”.

A participação das empresas PME portuguesas na Milano Unica é uma iniciativa da Selectiva Moda e da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto “From Portugal” é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, tendo um montante de apoio elegível de 11.042.311,82 €, dos quais 6.065.501,91 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.