Associação Selectiva Moda vania@selectivamoda.com
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies. Saiba Mais

MINISTRO DA ECONOMIA VISITA PV PARIS

A maior feira de referência mundial a nível de matérias-primas para moda, Première Vision Paris, abre as suas portas de 7 a 9 de fevereiro. De Portugal marcam presença mais de 30 empresas, 19 das quais apoiadas pela Associação Selectiva Moda, no âmbito do projecto de internacionalização From Portugal.

Num momento em que o ano de 2016 está prestes a fechar-se e tudo indica que os resultados serão históricos para o sector, o Senhor Ministro da Economia, Prof. Manuel Caldeira Cabral, visitará a Prémière Vision Paris, na manhã do próximo dia 7 de Fevereiro, a convite da “ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal”, que, conjuntamente com a Associação Selectiva Moda, organiza e apoia a participação de mais de 30 empresas de tecidos, malhas e acessórios, naquela que é considerada a feira internacional de plataforma das matérias-primas têxteis e das tendências.
 
O “know-how” made-in Portugal está representado nesta edição da Première Vision Paris, através dos produtos das mais de 30 empresas presentes, 19 das quais integradas na comitiva portuguesa apoiada pela Associação Selectiva Moda. Uma oferta diversa, desde os tecidos, fios e acessórios, passando pelas malhas, até ao vestuário, que irá dividir-se por 5 àreas do certame : Première Vision Fabrics (tecidos), Première Vision Yarns (fios), Première Vision Accessories (acessórios), Première Vision Manufacturing (confecção), e uma área de especialização Knitwear Solutions (vestuário malha rectilínea).
 
Na Premiére Vision Fabrics, serão exibidos os produtos de 13 empresas portuguesas: A. Sampaio&Filhos – Acatel – Albano Morgado – Joaps Malhas – Lemar – LMA alitecno – Lurdes Sampaio – NGS Malhas – Otojal – Sidónios Knitwear – Texser/Têxtil Serzedelo – Tintex – Troficolor.
 
Especialista em malhas circulares, a Joaps aposta nesta edição na apresentação de «malhas com características funcionais e tendências, malhas leves nas mais variadas misturas e aspetos», como explica Carla Araújo, do departamento de marketing da empresa. As expectativas da presença neste certame são boas. «É nesta feira que recebemos no nosso stand grandes marcas e criadores de todo o mundo, estamos certos de que a nossa presença será de grande importância para o aumento da exportação e divulgação dos nossos produtos», acrescenta.
 
Tecidos em diversas composições para banho, cordura para sacos e malhas de rede para diversos fins, são os principais destaques levados até Paris pela Lemar. «Estabelecer novos contatos e aumentar o volume de negócios, são os nossos principais objectivos», como indica Fátima Silva, assistente de direcção da Lemar.
 
No stand da Texser/Têxtil Serzedelo estrá em exposição uma coleção estruturada em 5 temas, onde os tecidos com fios delávé ocupam um papel de destaque. Para José António Ferreira, diretor de exportação da empresa a participação neste certame é muito importante, «uma das nossas bases comerciais é estar presente nos principais palcos do sector. Pretendemos consolidar a nossa marca junto dos clientes internacionais». 
 
A especialista em denim, Troficolor, destaca na sua coleção «o aumento substancial da família de tecidos orgânicos, novos denims camiseiros, com padrões e os linhos». O objectivo principal desta participação é «consolidar a nossa presença no mercado francês, aumentando a carteira de clientes e fortificando a relação com clientes actuais», como indica Pedro Garcia.
 
Na área Knitwear Solutions, dedicada ao vestuário malha rectilínea, Portugal é representado pela Orfama, que parte para a sua quinta presença consecutiva no certame. «Esta feira está vocacionada para clientes que se enquadram dentro do perfil que procuramos, produtos diferenciados em termos de design, qualidade e valorizam o made-in Portugal», explica António Cunha, sales manager da empresa. Matérias-primas inovadoras (viscoses brilhantes com misturas lurex, misturas com algodão, seda e bambu, entre outras) e modelos trabalhos com motivos diferenciados em jacquard em fios muito finos, são alguns dos destaques da coleção. «Estamos otimistas em relação a esta participação, é um trabalho que está a ser feito “step by step” nos últimos anos, de uma forma sustentada, mas ao mesmo tempo com um aumento do volume de vendas. Este crescimento é muito positivo, sinal que estamos no caminho certo», acrescenta.
 
A.J. Gonçalves, Raith Têxteis e Soeiro, são as três empresas presentes na PV Manufacturing. 
 
Especialista em confeção de vestuário de senhora, homem e criança, a Soeiro apresenta a sua coleção casualwear, que se distingue pela inovação, qualidade e conforto. «Esta é uma feira com um elevado impacto internacional, onde pretendemos aumentar a nossa carteira de clientes», sublinha Sandra Barros, merchandiser da empresa.~
 
Estarão também presentes neste certame 12 empresas portuguesas: Adalberto Estampados – Gierlings Velpor – Fitecom – Irsil – Paulo de Oliveira – Penteadora – Riopele – Somelos Tecidos – Tessimax – TMG – Triwool – Vilarinho.
 
A participação destas 19 empresas portuguesas na Première Vision Paris, é uma ação do From Portugal 2017, uma iniciativa promovida pela Selectiva Moda e pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto From Portugal 2017 é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, tendo um montante de apoio elegível de 12.422.824,75 €, dos quais 6.815.741,00 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.