Associação Selectiva Moda vania@selectivamoda.com
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies. Saiba Mais

JITAC EUROPEAN TEXTILE FAIR ACOLHE CONFIANTE COMITIVA PORTUGUESA

Burel Factory, Fitecom, Lemar e Troficolor são as empresas lusas da comitiva FROM PORTUGAL, às quais se juntam ainda as portuguesas Adalberto, Paulo de Oliveira, Riopele e Tessimax que marcarão presença, de 22 a 24 de março, em mais uma edição da Jitac European Textile Fair, em Tóquio, no Japão.

A apresentar a coleção SS 23, a Troficolor mostra-se entusiasmada por participar em mais uma edição do certame japonês considerado por Ana Maria Magalhães, export sales manager, um “mercado onde existem marcas de grande notoriedade e prestigio”.  “A JITAC é, sem dúvida, um canal importante de contacto com este mercado onde, desde há muitos anos, mantemos boas relações comerciais. As nossas expectativas passam, pela ampliação do volume de negócios, quer através da captação de novos clientes quer na solidificação e acompanhamento das relações com os atuais”, acrescenta.

Numa aposta clara na circularidade, a Troficolor apresentará na JITAC uma vasta gama de artigos Denim e em PPT (pronto para tingir) com diferentes estruturas, composições e pesos onde mais de 60% dos artigos são sustentáveis. “Destacamos para esta estação as fibras naturais como linho e tecidos com mistura de algodão orgânico e hemp, as gangas de cor 100% algodão orgânico com tingimento mineral e, para os puristas do denim, a nossa gama de Selvedge onde se inclui um denim 100% algodão orgânico com índigo vegetal”, revela ainda a export sales manager da empresa da Trofa.

Também a Lemar está já presente há várias edições na JITAC onde tem já “um perfil definido junto dos clientes”, explica José António Ferreira, gestor de mercado. Quanto ao que será apresentado em Tóquio o gestor de mercado da Lemar fala em “tecidos produzidos com fibras mais sustentáveis e certificadas, que continuam a ser a coluna vertebral da colecção. Riscas (muito procuradas neste mercado) lisos ou estampados serão propostos com fios reciclados e/ou biodegradáveis de forma a que todos possamos contribuir para um menor impacto ambiental”.

Quem participa também na JITAC desde 2019, através de agente, é a Adalberto que acredita que este certame é “uma oportunidade de apresentar a empresa e os produtos e aceder a clientes” com os quais ainda não trabalham, considera Tâmara Martins, sales department. A empresa apresentará, para além da coleção de desenhos para o Verão 2023, matérias-primas e acabamentos focados na sustentabilidade.

A Fitecom alinha com o entusiasmo das restantes empresas da comitiva portuguesa ao considerar, nas palavras de João Carvalho, CEO da empresa, “uma feira com prestígio”, da qual participam com sucesso desde 2017. “É uma porta direta de entrada dos tecidos europeus no mercado japonês, nomeadamente para o nosso segmento de mercado médio alto”, acrescenta o CEO da Fitecom, que leva a Tóquio tecidos nobres elaborados com fibras naturais e biodegradáveis e ainda uma gama de fibras sintéticas recicladas.

A participação das empresas portuguesas PME na JITAC é uma iniciativa da Selectiva Moda e da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto “From Portugal” é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização e de Lisboa 2020 – Programa Operacional Regional de Lisboa, tendo um montante de apoio elegível de 6.648.794,78 €, dos quais 3.735.305,80 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.