Associação Selectiva Moda vania@selectivamoda.com
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies. Saiba Mais

Inovação é a palavra de ordem da forte comitiva portuguesa na ISPO Munich

É a maior feira global em artigos desportivos e Portugal promete mais uma performance de alto rendimento. Na ISPO Munich, entre os próximos dias 26 e 29 de janeiro, a indústria portuguesa contará com quatro ilhas From Portugal, onde estarão representadas mais de 40 empresas. Tecnologia, inovação, sustentabilidade e funcionalidade são as notas dominantes. 

VISITA DE DOIS SECRETÁRIOS DE ESTADO À FEIRA: EURICO BRILHANTE DIAS E JOÃO CORREIA DAS NEVES

A Fiuza - A.Sampaio – Beppi - Bergand by Gulbena - Brandbias - Carvema Têxtil, LDA - Clothius - Tecelagem Lda - CM Socks - Ditchil, Lda - Dune Bleue - Easy Walk Experience - Fiorima, S.A. - Fradelsport - Gormarti - Heliotextil S.A. - Itechstyle GREEN CIRCLE - J.Caetano & Filhas, Lda. - Jway, Lda - Lemar – LMA - Lunartex, Lda – Lusosocks - MJS A SR - Novelty Waves |Van der Waal - Olmac – Oltrading - P&R Têxteis - Sancar Socks – Scoop - Sidónios Knitwear - Sidónios Seamless Tech - SmartInovation, Lda – Sockapro - Têxtil Antonio Falcão - The Brusco

O Secretário de Estado da Economia, João Neves, e o Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, vão visitar a feira, a convite da ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal – no dia 27 de janeiro para conhecerem de perto as últimas inovações do sector.

O mundo do desporto estará em peso, de 26 a 29 de janeiro, em mais uma edição da ISPO Munich, na Alemanha. Ao todo, 2800 expositores de 120 diferentes países prometem revelar as maiores inovações do último ano levam na feira internacional de Munique. A comitiva portuguesa não fica de fora desta realidade e faz-se representar por mais de 40 empresas dispostas em quatro ilhas From Portugal.

Be Responsible, Be Active, Be Creative são os três desafios centrais lançados pela organização da ISPO Munich aos expositores de todo o mundo.

Alinhado com estas tendências, o CITEVE em parceria com a Selectiva Moda vai apresentar nesta edição da feira, pela primeira vez, o iTechStyle Green Circle Sport, uma mostra da capacidade inovadora de Portugal nos domínios da sustentabilidade e produção responsável em artigos para desporto e lazer ativo. (athleisure) Integrarão esta exposição 15 produtos para desporto, todos eles contruídos com materiais sustentáveis e produzidos por processos responsáveis.

O CITEVE e a ASM esperam que esta iniciativa venha a gerar uma visibilidade da capacidade portuguesa, em linha com o que já aconteceu na Heimtextil com o iTechStyle Green Circle Home e na Neonyt com o iTechStyle Green Circle Fashion.

A Fiuza, A.Sampaio, Beppi, Bergand by Gulbena, Brandbias, Carvema Têxtil, Clothius, CM Socks, Ditchil, Dune Bleue, Easy Walk Experience, Fiorima, Fradelsport, Gormarti, Heliotextil, Itechstyle GREEN CIRCLE, J.Caetano & Filhas, Jway, Lemar, LMA, Lunartex, Lusosocks, MJS A SR, Novelty Waves |Van der Waal, Olmac, Oltrading, P&R Têxteis, Sancar Socks, Scoop, Sidónios Knitwear, Sidónios Seamless Tech, SmartInovation, Sockapro, Têxtil Antonio Falcão e The Brusco são as empresas portuguesas que integram a comitiva.

Na feira estarão ainda as empresas Confetil e Impetus, bem como os centros de investigação CITEVE e CeNTI.

Já com experiência nesta feira, Helena Garcia, Sales Manager da Bergand by Gulbena, espera “expandir a carteira de clientes e consolidar os mercados já ganhos em edições anteriores. Os compradores serão maioritariamente de países da EU e gostaríamos de receber alguns provenientes dos EUA”.

Em estreia na ISPO Munich, a Lunartex também pretende obter uma rede de conhecimento grande de empresas que possam interessar os nossos produtos, em países como a Alemanha, Itália, E.U.A etc”, afirma o responsável de exportações da empresa Rui Lopes.

Igualmente pela primeira vez na maior feira de desporto, a Lusosocks, irá “divulgar os nossos produtos técnicos destinados a todo o tipo de desporto”. Miguel Campos, CEO da empresa, conta que vão apresentar “uma nova patente e uma nova marca, e coleções de produtos técnicos destinados ao mundo do desporto e trabalho”.

Depois de ter sido uma das marcas premiadas para a ISPO BRANDNEW2020, a Sockapro reforçou as expectativas nesta edição da feira de Munique. António Patrício, sócio gerente da empresa, conta que a marca “vai lançar uma variedade de modelos que vão além do mundo do Desporto ou do Futebol”.

De regresso à ISPO Munich depois de uns anos de interregno, a Beppi irá apresentar uma “coleção de inverno 2020 assim como vamos apostar forte na divulgação de um novo produto. Será o Breezy Rollers. Um sapato com rodas”, revela Hugo Silva, diretor comercial da empresa.

Já Afonso Duarte, diretor comercial da J Caetano, mais uma vez presente na ISPO, espera poder apresentar a empresa e os produtos a outras marcas/compradores, com destaque para o mercado europeu.”

Com uma nova colecção de malhas sustentáveis, Orlando Miranda, CEO da Olmac assume que “o perfil de cliente que visita a feira [ISPO] encaixa na perfeição nas áreas de produtos que desenvolvemos”.

Com participação em edições anteriores a Brandias admite que a ISPO “nos faz chegar junto de possíveis clientes que de outra forma nos seria complicado contactar”, resume Gonçalo Serra, CEO da empresa.

Quem promete muitas novidades na ISPO Munich é a Carvema. “Apresentamos produtos sustentáveis como orgânicos e reciclados, viscose ecológica e lyocell. Bem como novas estruturas de malha, como jacquard e jersey fantasia e uma variedade de acabamentos funcionais que adicionam qualidade e conforto aos nossos produtos”, descreve José Carvalho, sócio gerente da empresa.

É para trabalhar novos segmentos de mercado que a Lemar conta que “priorizamos o uso de fios certificados nos nossos tecidos garantindo por essa via mais qualidade e uma maior duração”. José António Ferreira, gestor de mercado, espera “capitalizar os contactos já existentes e utilizar as ferramentas que dispomos para chegar a novos clientes”.

Alexandra Araújo, da LMA, conta que almejam “conseguir gerir leads de vendas com os clientes que já nos conhecem e construir relacionamentos com clientes em potencial”, sempre com a ideia de que a sustentabilidade É uma evolução crítica e o caminho para o futuro e longevidade da indústria têxtil e de vestuário(...)”, conclui.

Paulo Rodrigues, diretor industrial da Fiorima SA, revela que a empresa está “permanentemente a desenvolver novos produtos seja na vertente técnica seja na vertente das matérias-primas utilizadas” pelo que levaram muita inovação para mais uma edição da feira de desporto em Munique.

Inovação é também a palavra de ordem para a Clothius Seamless que leva à ISPO “coleções de gymwear seamless”, revela Jorge Vale, manager da empresa.  

Já a Easy Walking Experience leva “uma sabrina desportiva, com design minimalista, bastante versátil na sua utilização, vencedora de 3 prémios internacionais de design por 3 anos consecutivos”, anuncia Elio Parodi, diretor executivo da empresa.

O maior destaque será dado ao Si Repel Mosquito que oferece proteção contra mosquitos e outros insetos resistente a mais de 100 lavagens e que tem vindo a ser bastante procurado pelas marcas outdoor, e também ao Si Bac-Pure pela sua eficaz capacidade antibacteriana e antifúngica, contribuindo para a neutralização de odores que é um fator importante nos artigos sports/active wear, desvenda Mário Brito, diretor comercial da Smart Inovation, para quem 2020 é o ano da consolidação.

Sem esconder as grandes expectativas, Rui Gordalina, CEO da Oldtrading considera “uma feira com enorme visibilidade a nível internacional, onde o vestuário para desporto tem grande destaque, pretendemos captar novos clientes que necessitem de produtos com valor acrescentado em soluções private label.

A participação das empresas portuguesas na ISPO Munich é uma iniciativa da Selectiva Moda e da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto “From Portugal” é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, tendo um montante de apoio elegível de 11.042.311,82 €, dos quais 6.065.501,91 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.