Associação Selectiva Moda vania@selectivamoda.com
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies. Saiba Mais

COMITIVA FROM PORTUGAL LEVA SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO À MILANO UNICA

Albano Morgado, Casa da Malha, Clothius / CFM, Familitex, Fitecom, Lurdes Sampaio, Magma Têxtil, GPSA Têxteis / TMG Textiles, NGS Malhas, Sidónios e Troficolor Denim Makers são as empresas que compõem a comitiva FROM PORTUGAL, às quais se juntam as também portuguesas Penteadora, Paulo de Oliveira, Riopele e Somelos, a marcar presença em mais uma edição da MILANO UNICA a decorrer de 30 de janeiro a 1 de fevereiro em Milão, Itália.

A beneficiar da sua localização em Milão, considerada a capital da moda por excelência, a reputada Milano Unica está de regresso para aquela que será a 38º edição do evento. Como é habitual, a feira referência do setor têxtil mundial contará com a participação dos mais importantes produtores europeus, maioritariamente italianos e ainda com a participação do Observatório da Coreia e o Observatório do Japão, que celebra nesta edição 20 presenças e que contará com 37 empresas japonesas.

A testar pela segunda vez a participação na Milano Unica é com expectativa que a Magma Têxtil viaja até Itália onde “sendo Milão uma cidade icónica no âmbito da moda, onde várias casas de moda de luxo de renome estão localizadas” a empresa espera “receber algumas marcas de gama média e alta do circuito de moda italiana e outras marcas internacionais que se posicionam no mesmo patamar de qualidade”, avança Joana Guimarães.

Admitindo um crescimento das plataformas digitais Joana Guimarães considera que “isso não é suficiente para os clientes escolherem um produto” e que “o contacto com os fornecedores é indispensável”, justificando assim a participação na Milano Unica. Já quanto à coleção a Magma Têxtil apresentará “malhas com tons pastel, degradés elegantes, toques sedosos e confortáveis, estruturas tipo tricot, além de malhas robustas com aspeto vintage. Continuamos a promover a utilização de fibras recicladas e os acabamentos naturais, que são já uma constante na coleção e algo que tem grande notoriedade entre os nossos clientes”, sintetiza.

Reconhecendo a “inovação em tecidos sustentáveis” proposta em todas as edições da Milano Unica, a Lemar regressa ao certame no qual já participa há mais de dez anos. “Sendo o mercado italiano uma das nossas principais áreas de negócio, selecionamos para Milão as propostas com as fibras mais inovadoras do mercado e que nos colocam na vanguarda deste contexto”, explica Flávio Dias.

Quem se estreia nesta edição da Milano Unica é a LS Malhas que, explica Maria Sá, managing director da empresa, marca presença tendo em conta “a projeção diferenciada [da Milano Unica] pelos clientes que a visitam”. Interessada em fazer crescer negócio com mercados como os Estados Unidos, Itália, Alemanha e alguns países nórdicos a LS Malhas leva a Milão “misturas com fibras  sustentáveis  tais como , food waist (cogumelos, menta, ananas , café), algodão regenerativo, algodão reciclado (RFIVEPROJECT), fibras naturais vegetais tais como urtiga, cânhamo e  dentro das fibras animais o YAK que tem tido grande recetividade”, conta Maria Sá sem esquecer as opções disponíveis em a circulose e os produtos biodegradáveis.

Quem também não tem histórico de edições anteriores, representando esta a sua primeira participação na feira italiana, é a Troficolor Denim Makers. “É a primeira vez que vamos participar, mas sabemos ser uma feira que recebe visitantes de toda a parte do mundo… Por isso esperamos, além de solidificar as relações com os clientes que acompanhamos já há alguns anos, estabelecer novos contactos com um leque variado de clientes de valor acrescentado”, justifica Teresa Reis. Com foco no mercado italiano, a Troficolor Denim Makers apresenta na estação SS 25 uma coleção dedicada aos princípios da Responsabilidade e da Transparência. “Com base nestes pressupostos, para a nova coleção SS25, apresentamos uma diversidade de propostas de tecidos produzidos com fibras sustentáveis, tais como algodão BCI, algodão orgânico com certificação GOTS / OCS, algodão e poliéster reciclados com certificação GRS / RCS, Tencel TM , celulose regenerada, linho e Hemp, bem como processos de tingimento natural como o índigo vegetal e o tingimento mineral”, revela Teresa Reis  que destaca ainda os conceitos de ECRU (variedade de tecidos prontos a usar a sua cor natural) e de Upcycling (reutilização criativa de tecidos já existentes) desenvolvidos pela Troficolor.

Mais experiente na Milano Unica, contado com meia dúzia de participações, está a Fitecom que regressa para aquela que João Carvalho, CEO da empresa, descreve como “uma das mais importantes feiras do nosso setor de atividade”. E justifica esta afirmação: “sendo uma feira com elevado prestígio para o mercado italiano e sendo a Itália uma inspiração para a moda mundial esperamos receber visitas de vários países, especialmente asiáticos”. Com várias reuniões já agendadas, fruto do trabalho desenvolvido ao longo de vários anos e participações no relevante certame milanês, a Fitecom apresentará uma coleção que prima pelos “produtos ecológicos, tecidos tintos com corantes naturais, feitos com fibras naturais e poliéster reciclado”, conclui João Carvalho.

A participação das PME empresas portuguesas na MILANO UNICA é uma iniciativa da Selectiva Moda e da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto “From Portugal” é co-financiado pela União Europeia, no âmbito do Portugal 2030, através do Compete 2030 – Programa temático Inovação e Transição Digital.